quinta-feira, 27 de novembro de 2008

A Película ou Diálogo Porno-erótico Rebuscado





Iracundos, os velhos acadêmicos imortais assistiam ao filme pornô em preto e branco, raríssimo exemplar de um dos precursores do gênero. Ouviu-se um deles indagar:
- Não trata-se de uma película erótica? Lá se vai uma hora e não se lobriga vulva nem tampouco falo. Acaso o mancebo couto não fará com a meretriz?
- Fá-lo-á - retorquiu outro - decerto, fá-lo-á.

Carlos Cruz - 05/06/2007

3 comentários:

Marcelo disse...

Na verdade, fá-lo-á e vulvas idem.
rs
rs

Muito bom

Deveras disse...

Fá-lo-á

Verbo pornográfico, flexionado na imperativa ou na voz passiva, vem do grego chamado Eustáquio ou do português Juvenal, o padeiro da esquina...

Hehehe, mutcho loco, CC, mutcho.

P.S. a citação do velho Vlad está ducaralho (literalmente, ou não, como diria o cantor).

ficanapaz

Caio Argolo disse...

Incrível!
Muito bom mesmo!